NÃO CONFORMAÇÃO E AÇÃO

A nossa não conformação com o sistema chamado mundo é o ensino paulino em Romanos 12.2, quando ele diz: “E não vos conformeis ao esquema deste mundo, mas sede transformados pela renovação da vossa mente, para que experimentemos qual se já a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”. Quando estamos conformados com a vontade de Deus em Cristo Jesus estamos inconformados com o mundo, com o seu sistema escravizador, sutil e sedutor. Lutamos entre a não conformação e a conformação em relação ao mundo, à carne e aos movimentos das trevas. Somos tentados em todo o tempo a andarmos na contramão da vontade de Deus. Paulo afirma que a nossa luta é espiritual, contra principados e potestades, contra os exércitos espirituais da maldade que agem em todo o lugar. Devemos, portanto, nos revestir de toda a armadura de Deus para ficarmos firmes (Efésios 6.10-20).

A nossa postura deve ser sempre agir em função da conformação com a vontade de Deus mesmo no sofrimento e diante do antagonismo e cancelamentos veementes do nosso tempo. Lutamos entre fazer a vontade de Deus e a nossa vontade. Entre buscar o prazer egocêntrico e o prazer em Deus. Entre uma vida dominada pelo egoísmo e uma vida dominada por Cristo. Estamos mais para egocêntricos do que para Cristocêntricos. Voltados mais para os interesses pessoais do que para os interesses do Reino de Deus. Jesus nos ensina a buscarmos o Reino de Deus em primeiro lugar e as outras coisas serão acrescentadas (Mateus 6.33).

A não conformação com o mundo e todo o seu sistema perverso deve nos levar a ações de amor, misericórdia e graça. Pregarmos o genuíno evangelho de Cristo Jesus que transforma radicalmente a pessoa que crê (Romanos 1.16). Agirmos firmemente como sal da terra e luz do mundo (Mateus 5.13-16). A Grande Comissão deixada por Jesus não pode ser transformada na Grande Omissão (Mateus 28.18-20). Essa não conformação com o mundo não pode estar no pensamento apenas, mas no coração. Fomos vocacionados pelo Senhor para sermos agentes transformadores numa sociedade corrupta e perversa na qual devemos resplandecer como astros (Filipenses 2.14,15). Então, experimentamos a metamorfose operada pelo Senhor para abençoarmos outras pessoas, agirmos eficazmente como facilitadores do evangelho de Cristo Jesus.

Oswaldo Luiz Gomes Jacob

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.