DESNORTEAMENTO

Essa palavra tem a ver com falta de direção, norte, sem saber para onde ir. Essa é a situação de muita gente hoje, nessa pandemia do COVID-19. Essa falta de norte é resultado de um estilo de vida marcado pela irreflexão, pela falta de propósito, alvos nobres, compromisso com Deus e com o próximo. Viver uma vida fútil, voltada para a aparência e para si mesmo, produz um olhar difuso em relação à dimensão da vida, do próximo e de um viver útil. A pessoa que não tem fundamentos sólidos, certamente sofrerá de uma inconstância no viver, comprometendo a sua visão clara de futuro.

A falta de norte na vida está ligada ao despreparo para se viver a vida dada por Deus. Esta falta de direção ocorre no interior, no coração. Quando a pessoa não está bem lá dentro tudo aqui fora é visto nessa perspectiva. Um coração dividido traz como consequência uma visão distorcida da realidade. Leva a pessoa a ser inconstante em seu caminho (Tiago 1.8). A desorientação é resultado do medo, especialmente do que ocorrerá no futuro. Podemos também afirmar que a ansiedade ou a preocupação quanto ao futuro produz falta de norte ou direção.

A pessoa acometida de uma falta de norte vive insegura nas várias áreas da vida, desde a família ao trabalho. Isso afeta a sua criatividade, assertividade e produtividade. Ela sofre em seus relacionamentos. Tem muita dificuldade de planejar o futuro. Ela pode se isolar e dar-se aos vícios. Essa falta de direção prejudica a saúde física e emocional.

Para os que estão desnorteados, a solução é o Senhor Jesus, pois Ele é o caminho, a verdade e a vida (João 14.6). Quem está em Cristo é nova criatura e está comprometido com a missão deixada por Ele (Mateus 28.18-20). Deve andar como Ele andou (1 João 2.6). Quando olhamos para Cristo, o Autor e o Consumador da fé, temos um norte, uma direção segura, metas arrojadas e firmeza em nossas decisões (Hebreus 12.1,2). O Senhor Jesus é o nosso ponto de equilíbrio. A partir dele, temos autocontrole. Quem está em Cristo sabe de onde veio e para onde vai. Não há dúvida, mas certeza.

Vencer o nosso desnorteamento é um grande desafio de fé na suficiência de Cristo Jesus. Tudo o que é verdadeiro, puro, justo, amável, de boa fama, se há alguma virtude, isso deve ocupar o nosso pensamento, produzindo norte seguro (Filipenses 4.8). Uma mente cristã tem direção e metas nobres. Não permitamos que a falta de direção controle a nossa mente e o nosso coração. Encontramos nas Escrituras a bússola ou o GPS que nos mantem direcionados, focados no Senhor que tudo pode (Filipenses 4.13). Deus nos criou para termos alvos/metas seguros e absolutamente comprometidos com o Seu caráter de amor, santidade e justiça. Como cristãos genuínos, somos mais que vencedores sobre as circunstâncias que estamos vivendo. Devemos olhar para a Criação de Deus com toda a sua beleza, dando graças a Ele por tudo (1 Tessalonicenses 5.18). Em Mateus 6.25-34, o Senhor Jesus nos presentou com um precioso remédio contra o desnorteamento. Que texto maravilhoso!

No Senhor, podemos vencer a angústia, ansiedade e depressão, que causam confusão na direção da vida. No mundo passamos por tribulações, mas devemos ter bom ânimo, pois Jesus já venceu o mundo (João 16.33). Quando somos acometidos de uma falta de norte andamos em círculo, mas com a direção segura andamos para frente com metas claras e altruístas. Uma pessoa desnorteada, sem direção, é infeliz. Por outro lado, uma pessoa norteada pelo Senhor, tem direção segura, é feliz, realizada, contida no contentamento. A vida norteada, focada em Jesus Cristo, no Seu Evangelho, é um belíssimo testemunho ao mundo e glorifica o nosso Pai celestial!

Oswaldo Luiz Gomes Jacob

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.