DESPERTAMENTO ESPIRITUAL

Este assunto deve ser sempre lembrado e enfatizado na vida dos crentes e das igrejas. Temos a convicção de que o nosso Pai tem nos falado pelo Espírito Santo. Como é importantíssimo o despertamento, o acordar para as realidades espirituais! Sabemos que a nossa luta não é contra carne e sangue, mas sim contra principados e potestades, contra as hostes espirituais do mal nas regiões celestiais (Ef 6.10-18). Há uma luta ferrenha no mundo espiritual. Precisamos estar sempre preparados, revestidos com toda a armadura de Deus para enfrentarmos as astutas ciladas do diabo. Interiormente, temos nossas lutas entre fazermos a nossa vontade e fazermos a vontade de Deus. É a luta da carne contra o Espírito em nosso espírito. Paulo trata deste assunto em Gálatas 5.16-26. A nossa luta é no campo pessoal e também no campo coletivo, especialmente nos relacionamentos. Como eles são complicados em nossas comunidades! Mas os crentes despertados espiritualmente vivem o amor fraternal com intensidade e experimentam confissão e perdão (Rm 12.9,10).

O nosso Pai quer nos despertar, nos acordar, abrir os nossos olhos, nos aquecer o coração para as realidades espirituais. Revelar a centralidade de Cristo em nossas famílias. Ele deseja que vivamos no Espírito, adorando-O nessa condição especialíssima (Gl 5.16; João 4.24). A verdadeira espiritualidade tem a ver com comportamento ético, moral em nosso dia a dia. Não há dicotomia, separação, entre a vida espiritual e os outros aspectos do nosso viver. Há unidade no ser do cristão autêntico. Nós temos a mente de Cristo (1 Co 2.16). Quando estamos despertados espiritualmente nós oramos mais, meditamos com prazer e disciplina nas Escrituras para as praticarmos, nutrimos uma comunhão de amor, evangelizamos as pessoas com a compaixão de Cristo e nos importamos com o sofrimento do próximo. Fazendo essas coisas sempre reconhecendo a Grandeza do nosso Deus.

Uma igreja despertada espiritualmente está alinhada com a santidade, com a justiça social, com a integridade, com a missão dentro e fora do Brasil. Ela é uma igreja que prega contra todo o tipo de pecado. Ela está na contramão da imoralidade, violência, do descaso público, das mais variadas formas de injustiça, da corrupção, da irresponsabilidade com a saúde dos cidadãos, etc. A igreja que vive a espiritualidade bíblica está visceralmente comprometida com a qualidade de vida dos cidadãos, a começar dos domésticos da fé.

O nosso Deus é engrandecido à medida que vivemos o evangelho da graça. O nosso compromisso é com todo o conselho de Deus em Cristo Jesus. Uma igreja que vive o despertamento espiritual está comprometida com o testemunho cristão, com a realidade evangelística de ser sal da terra e luz do mundo (Mt 5.13-16). É a comunidade do Rei conformada com Ele e inconformada com o mundo. Uma igreja que persevera na doutrina dos apóstolos, na comunhão, no partir do pão e nas orações; uma comunidade que vive o temor do Senhor. Comunidade catalisadora e invasora. Reunida para a adoração e comunhão; e dispersa no testemunho do evangelho. Ela está comprometida com a liberalidade e com o cuidado mútuo (At 2.42-47). A igreja despertada espiritualmente vive, acima de tudo, para a Glória de Deus!

Oswaldo Luiz Gomes Jacob, pr.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.