ORANDO NOS SALMOS (1)

Salmo 1

Precioso Pai, graças Te dou pela exatidão da Tua Palavra! Ela declara firmemente que é mais que feliz o homem que não ANDA segundo o conselho dos ímpios, não se DETÉM no caminho dos pecadores e nem se ASSENTA na roda dos escarnecedores. O segredo da felicidade está no prazer em meditar na Lei do Senhor e fazê-lo dia e noite.

Por esta prática muito salutar, o Senhor faz uma analogia com a árvore plantada junto às águas. Ela fica verde, bonita, saudável e produtiva, pois cumpre a missão para a qual foi criada, glorificando o Criador. O Senhor nos ensina que o segredo da felicidade, da vida bem-sucedida é andar em comunhão plena contigo. Como é feliz o homem que tem no Senhor contentamento, que tem prazer na comunhão contigo através da Tua Revelação. Que considera o Senhor como a PRIORIDADE. É uma vida amorosa, serviçal e comprometida com o caráter de Deus Pai.

Mas, Senhor não são assim os ímpios, os injustos, os que andam na contramão da Tua vontade, em desobediência e em rebeldia constante. Estes, são como a folha seca, sem vida, como a palha que o vento espalha. São jogados de um lado para outro. São sequíssimos. Vivem uma vida infeliz, sem fruto, sem reconhecer que o Senhor é sempre bom, uma fortaleza no dia da angústia e conhece os que em Ti confiam (Naum 1.9). Eles são condenados por andarem na incredulidade, pois “sem fé é impossível agradar a Deus” (Hb 11.6).

O grande contraste entre justos e ímpios está em ter e não ter o Senhor. A Tua Palavra diz que o Senhor recompensa os justos, mas os ímpios serão destruídos, serão condenados eternamente por viverem na injustiça, rejeitando o Senhor e a Sua Palavra. Benditos os que têm prazer na Lei do Senhor porque amam o Senhor!

Oswaldo Luiz Gomes Jacob, pastor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.