O AMIGO

 

Amigo. Palavra fácil de pronunciar, mas muito difícil de encontrar, já dizia o poeta. Dou graças a Deus pelos verdadeiros amigos! Na verdade, o amigo sempre diz o que precisamos ouvir e não o que queremos ouvir. Ele não é ácido, mas doce. Não se presta a falar por trás, a criticar, mas a confrontar com firmeza para o nosso bem. Sim, ser amigo de verdade é a partir de um coração sincero e íntegro. O amigo não nos expõe ao vexame. Não conta nossos problemas aos outros, a não ser quando autorizado. Guarda-os no coração e os coloca diante de Deus em oração ofegante. Ter amigo é um patrimônio que não se quantifica. Há amigo mais chegado que irmão de carne. O amigo é feito a partir do coração. Para se guardar no peito. Os tecidos do coração (o centro da nossa personalidade) são tecidos de amor que tudo sofre, tudo crê, tudo espera e tudo suporta (1 Co 13.4-8).

O amigo é leal, fiel. Está conosco na bonança e na tempestade. Na alegria e na tristeza. No ganho e na perda. Fica conosco na crise. Quando as pessoas comuns nos abandonam, os amigos extraordinários estão conosco nas circunstâncias mais difíceis. Eles se tornam instrumentos de Deus para nos abençoarem. Quando precisamos de encorajamento, o amigo está presente. Quando precisamos de confrontação, podemos ter a certeza de que ele nos exortará com amor. O amigo é um ser em falta. Há pouquíssimos amigos.

Na Bíblia, encontramos alguns amigos preciosos: Davi e Jônatas, bem como o apóstolo Paulo que foi especialmente amigo de Barnabé, Silas, Timóteo, e Epafrodito. Na verdade, estes eram irmãos-amigos. Amigos de verdade. Numa sociedade estigmatizada pelo egoísmo e isolacionismo temos encontrado muita dificuldade de prospectar amigos com os quais nutramos amizade sincera e leal. Deus, nosso Pai, deseja que sejamos amigos uns dos outros com base no amor de Cristo, o nosso melhor amigo. Ser amigo de verdade é considerar o próximo maior que nós. A amizade se constrói no solo do amor e da humildade. O verdadeiro amigo não se conforma com rasidade, mas com profundidade. Há um prazer no relacionamento. Desenvolve-se uma relação madura e respeitosa. Percebe-se o crescimento mútuo. A comunicação fácil se constitui algo comum. Ser amigo é revelar empatia. Interessar-se pelos problemas do amigo, ouvindo-o com atenção. Ele sempre tem uma palavra de encorajamento.

Mas, o melhor amigo, incomparável, o modelo, o referencial, é o Senhor Jesus Cristo, que deu a Sua vida por nós na cruz do Calvário! Ele afirmou: “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a própria vida pelos seus amigos. Vós sois meus amigos, se fizerdes o que vos mando” (João 15.13,14). Ele busca amigos de verdade! Àqueles que têm verdadeiro interesse em Seu reino, para expandi-lo. Jesus é o amigo perfeito que revela a perfeição do amor do Pai. Ele é manso e humilde de coração (Mt 11.29). Está ao nosso lado pelo Espírito Santo, o nosso Consolador. Revela a nós a Sua graça que nos basta em nossa fraqueza, nos ajudando substancialmente em nossa fragilidade.

Os amigos de Jesus fazem o que Ele manda! Têm especial interesse em anunciar o evangelho da cruz. Os amigos de Jesus foram crucificados, mortos, ressuscitados e assuntos ao céu com Ele. Que coisa maravilhosa é desfrutar da amizade do Senhor Jesus!. Vivenciar os Seus ensinos, especialmente o Sermão do Monte (Mt 5 a 7). O desejo intenso do Mestre é que Seus discípulos sejam seus verdadeiros amigos e cuidem dos Seus interesses nesta terra. Que aprendamos com Ele a ser amigos de verdade. Certamente Ele se compraz ou tem grande prazer em sermos Seus amigos! Sejamos amigos de Jesus e assim seremos amigos leais uns dos outros para a Glória de Deus Pai!

Oswaldo Luiz Gomes Jacob, pastor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.