CRÍTICA E ELOGIO

São opostos. Os dois têm problemas. Eles têm a mesma origem: a natureza de Adão. Há mais naturalidade para se criticar do que para elogiar. As pessoas geralmente não gostam de crítica. Apreciam muito mais o elogio. Este infla o ego. Na verdade, estraga a pessoa. A crítica geralmente é ferina. A sua finalidade, de um modo geral, é detonar a pessoa. Você e eu estamos sujeitos a avaliações tendenciosas e a elogios. Jesus não estava nem aí para eles. Os religiosos judeus gostavam de receber adulações. Faziam julgamentos de forma implacável. O Senhor Jesus bem sabia dos prejuízos da censura e do elogio. Ele estava consciente do que causavam ao coração do homem. Confesso que estou crescendo na compreensão de Jesus em relação a esses dois problemas. A solução é descansar em Cristo, pois ele me faz ser manso diante da crítica e humilde diante do elogio. Quantas vezes somos imaturos para ouvir o juízo e a adulação. Ficamos enraivecidos diante da crítica e orgulhosos perante os confetes. Com Jesus aprendemos a ouvir e a descansar. Quero lhe dizer que a sua crítica e o seu elogio serão colocados diante do meu Senhor. Isto significa que não ficarei perturbado, ansioso e nem angustiado com a sua crítica, com o seu julgamento. Também, no Senhor digo, não considerarei o seu elogio. Estas atitudes me farão muito bem, pois “para mim o viver é Cristo” (Fil 1.21).

Um abraço fraterno.

Oswaldo Luiz Gomes Jacob, pastor

2 comentários em “CRÍTICA E ELOGIO”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.