O EVANGELHO

 

O evangelho significa “as boas novas de salvação por Cristo; a proclamação da graça de Deus manifestada e hipotecada em Cristo” (Thayer). É a boa noticia ou boas novas de que nasceu o Salvador Jesus para salvar o povo dos seus pecados (Mt 1.21). Que todo o mérito é de Cristo Jesus. O seu conteúdo é Jesus Cristo – Sua revelação, nascimento, sofrimento, morte, ressurreição, ascensão e volta. O evangelho de João declara magistralmente que o “Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos a Sua glória como a Glória do Unigênito do Pai cheio de graça e de verdade” (João 1.14). Revela que Deus nos amou tanto que deu o Seu único Filho para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna (João 3.16). Este é o amor declarado e vivenciado por Jesus a favor de nós em plena obediência ao Pai. Quando tratamos acerca do evangelho afirmamos que Deus nos reconciliou consigo mesmo em Jesus Cristo e nos deu o ministério da reconciliação (2 Co 5.18-20). Então, há paz verdadeira no evangelho do Mestre.

O evangelho está revelado na Palavra de Deus. De Gênesis ao Apocalipse podemos ver o testemunho de homens e mulheres acerca do Messias e a sua manifestação na História. São os feitos maravilhosos de Deus na História sempre pensando no homem. As boas novas são a manifestação de Jesus pregando, ensinando e curando em todo o Seu ministério. Por meio da Sua Igreja Ele cura segundo a Sua vontade. Temos recebido os Seus ensinos e somos Suas testemunhas. Evangelho é graça derramada, justiça revelada e amor extravagante. Fé que triunfa. O evangelho propõe arrependimento. Então, não se entende evangelho no coração do homem sem arrependimento, fé e obediência. Há poder no evangelho de Cristo (Rm 1.16). Poder de transformação radical. Temos o belíssimo exemplo de Saulo que foi transformado em Paulo. O perseguidor em perseguido.

Considerar o evangelho é olhar para dentro do homem, auscultar o seu coração e propor nova vida – dinâmica e produtiva (2 Co 5.17). Na vivencia das boas novas de Cristo Jesus somos tomados pelo desejo intenso de testemunharmos ao mundo (At 1.18). Evangelho ensina o perdão, a verdade, a integridade, a santidade, a solidariedade, o relacionamento criativo com o próximo e a obediência a Cristo Jesus. Traz liberdade ao que crê (Gl 5.1). Propõe uma vida diferente para fazer toda a diferença. Podemos dizer, com certeza, que evangelho é gratidão, paz, harmonia e sintonia no Espírito Santo seja na vida pessoal, seja na vida coletiva. Ele enseja quebrantamento, simplicidade e humildade. Revela quem somos e o que podemos ser sempre em Cristo Jesus, o Salvador e Senhor. Apresenta claramente no seu conteúdo a suficiência da obra de Cristo na cruz e na ressurreição.

Pelo precioso evangelho temos a manifestação da glória de Deus ao homem. Ele produz boas obras. Implanta um novo modo de vida, pois Cristo veio buscar e salvar o que se havia perdido (Lc 19.10). Evangelho ensina a nossa morte com Cristo e a nossa ressurreição com Ele para vivermos a Sua vida de modo poderoso. Que evangelho precioso! É a boa nova da justificação, santificação e glorificação. Ele revela Cristo Jesus, o Emanuel – Deus conosco – que prometeu a Sua companhia até à consumação dos séculos. Preguemos o evangelho de Jesus Cristo até que Ele volte para a glória de Deus Pai.

Oswaldo Luiz Gomes Jacob, pr.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.