NOVO NASCIMENTO

Este é o assunto tratado por Jesus em João 3. Nicodemos, líder religioso judeu, procurou Jesus à noite com receio da religião judaica, meramente legalista e truculenta. Ele foi buscar segurança (pelo menos teve interesse) na Pessoa de Cristo Jesus. Ele precisava de novo nascimento, nascer do alto, da nova vida. O novo nascimento significa morrer com Cristo e ressuscitar com Ele, isto é, experimentar identificação plena com Ele. Paulo trata deste assunto em Colossenses 3.1-4. A vida ressuscitada com Cristo é a vida dada por Ele, por seu próprio mérito, a partir da Sua morte na cruz. É a vida de Cristo em nós. É o que Paulo ensina: “Se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram, eis que tudo se fez novo” (2 Co 5.17). Nascer de novo é experimentar a transformação operada pelo Espírito Santo fundamentada na obra perfeita de Cristo Jesus – único Salvador e Senhor. O nascido de novo tem prazer na Lei de Deus, na Sua Palavra, e a considera o seu vade-mecum ou o seu manual de vida. Considera a oração como um deleite. Serve a Cristo com alegria e simplicidade de coração. Tem convicção e paixão no testemunho cristão. Ama a Igreja, usando seus dons, dados por Deus em Cristo Jesus, para a sua edificação.

A experiência do novo nascimento vem pela pregação do evangelho, pela fé na Pessoa e obra de Jesus, pois “a fé vem pelo ouvir e o ouvir da Palavra de Cristo” (Rm 10.17). O nascido de novo tem a certeza da vida eterna (João 5.24). É um discípulo de Jesus, comprometido com a Sua obra às raias da morte. Ele compartilha a sua fé com alegria e singeleza de coração. Tem prazer em investir na vida da Igreja, na obra missionária e nas pessoas necessitadas. Vive na comunidade dos que adoram a Deus em espírito e em verdade (João 4.24); aprendem com humildade; vivem na comunhão dos santos, servem com alegria e singeleza de coração e testemunham vigorosamente a sua fé. Os nascidos de novo têm um desejo intenso de serem batizados, obedecerem a Cristo, identificando-se com Ele na Sua morte e na Sua ressurreição.

Nascer de novo não é meramente uma experiência religiosa, mas uma mudança radical de vida, uma experiência cristã genuína que traz implicações em todas as dimensões da vida.. O viver passa a ser o viver de Cristo. Esta era a experiência de Paulo (Fil 1.21). Para aquele que experimentou de fato uma mudança radical de vida os valores do Reino de Deus são fundamentais. Há compromisso com a excelência de Cristo Jesus. A sua cosmovisão é genuinamente cristã. Cristo Jesus é a sua suficiência e a sua eficiência. O amor é o oxigênio dos seus relacionamentos. O perdão é vivenciado com abundancia. Vive e ensina a justiça ou a retidão do Reino de Deus. Busca a paz com todos e a santificação de vida sem a qual ninguém verá o Senhor (Hb 12.14). Aguarda a volta de Cristo, dizendo: “Maranata Senhor Jesus!”.

Pastor Oswaldo Luiz Gomes Jacob

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.