LAMPEJOS SOBRE A TENTAÇÃO (IV)

A ação eficaz do Espírito Santo

John Owen (1616 – 1683)

Ele faz com que nossos corações transbordem com a graça e produzam o fruto que se opõe à natureza pecaminosa tanto na sua raiz como nos seus ramos… O Espírito nos leva a frutificar e abundar naquelas graças – que destroem se opõem às obras da natureza pecaminosa e ao pecado remanescente.

O Espírito Santo tem um efeito dramático na raiz e no hábito do pecado – enfraquecendo-o, destruindo-o e removendo-o… Ele destrói, realmente, e, consome, nossos desejos pecaminosos.

Ele traz a cruz de Cristo ao coração do pecador, pela fé, e nos dá a comunhão com Cristo na Sua morte e nos Seus sofrimentos.

O Espírito Santo não mortifica o pecado no cristão sem a obediência e a cooperação do cristão.

Somente a mortificação do pecado fará com que o pecado não possa privar uma vida espiritual de seu vigor e conforto.

A mortificação também tem um efeito muito benéfico sobre o crescimento da graça e Deus no coração humano.

A mortificação é um meio pelo qual Deus pode dar paz à alma.

Oswaldo Luiz Gomes Jacob, editor

Pastor da Segunda Igreja Batista em Barra Mansa, RJ.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.