DEUS AMA OS FRACASSADOS

 

Somos de uma espécie que não se importa com os que fracassam. Na verdade, temos uma forte tendência para convivermos com os ‘bem-sucedidos, vitoriosos, sarados’ e excluirmos os que erram, os que fracassam. Como denominação ou igreja local, somos o único exército que deixa os seus feridos para trás. A história do soldado Ryan – um filme que retrata uma realidade da segunda guerra mundial –, mostra que todo um batalhão norte americano se arriscou para resgatá-lo e conseguiu. Uma linda história de amor e misericórdia; patriotismo e coragem; renuncia e sentido de missão. Os fracassados precisam de socorro. Eles geralmente estão feridos, amargurados e incompreendidos. Há muitas pessoas assim em nossas igrejas, necessitando ser amadas, compreendidas e encorajadas a permanecerem na caminhada cristã.

Na Bíblia temos várias histórias de pessoas fracassadas que foram alcançados pela graça de Deus. Raabe, uma prostituta da cidade de Jericó, foi salva pelo Senhor e agregada ao povo de Israel, fazendo parte da genealogia de Jesus (Js 2.1-24; 6.17; Mt 1.5). Jacó era um fracassado (eu me identifico muito com ele) e foi tornado Israel, príncipe de Deus. Era um homem difícil, mas Deus o amava. Lutou com o anjo e alcançou a bênção. Teve a visão de Deus que mudou a sua vida. Quebrantou-se diante do seu irmão Esaú (Gn 33.3,4,8, 10). É impressionante como Deus intervém em nossa história de vida!

A mulher samaritana, junto ao poço de Sicar, abordada por Jesus, que havia tido cinco maridos e o que tinha agora não era o seu marido (João 4.18), foi impactada por Ele e, creio, teve a sua vida mudada (João 4.29). A prostituta na casa de Simão (Lc 7.36-50), que chorava sobre os pés de Jesus, derramando o caríssimo perfume sobre eles, foi por Ele perdoada e restaurada. O Senhor é especialista em levantar fracassados. Ele não age com base no nosso mérito, mas mediante a Sua graça. Como disse o Senhor Jesus a Paulo, “o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza” (2 Co 12.9).

Simão Pedro era um homem fracassado, mas Jesus o amou e, mediante a sua confissão, foi restaurado e se tornou um líder cristão, comprometido com Jesus e o Seu Reino, escrevendo duas belíssimas epístolas que são um primor na literatura bíblica que têm edificado gerações. Saulo de Tarso era um religioso fracassado. O seu modo de agir era caracterizado por legalismo, intolerância e violência contra os cristãos. Mas Deus, em Cristo Jesus, o alcançou com o Seu amor. Ele foi transformado em Paulo, o maior líder da Igreja de Jesus. Em Romanos 7, ele testemunha a realidade do fracasso do homem quando confia em si mesmo. Era a sua própria condição. No capítulo 8 da mesma epístola, ele testemunha a libertação do homem quando este confia na suficiência da obra de Cristo Jesus, o Senhor.

Os fracassados que têm consciência do seu fracasso e confia na suficiência de Cristo (Lc 5.1-11), são restaurados e encorajados a prosseguirem olhando para Ele, procurando sempre ajudar outros. Reconheçamos nossos fracassos e ajudemos os que precisam de amor, perdão, afeto e encorajamento. Recuperados e fortalecidos pelo Senhor, saiamos da nossa zona de conforto e ajudemos com amor os desvalidos, desesperados e amargurados de espírito. Como os ensina a profecia de Isaias: “O Senhor deu-me a língua dos instruídos para que eu saiba o que dizer ao que está cansado; ele me desperta todas as manhãs; desperta-me o ouvido para que eu ouça como discípulo” (50.4).

Não nos esqueçamos: “Ele dá força ao cansado e fortalece o que não tem vigor. Os jovens se cansarão e se fatigarão, e os moços cairão, mas os que esperam no Senhor renovarão suas forças; subirão com asas como águias; correrão e não se cansarão, andarão e não se fatigarão” (40.29-31). Que atentemos para o mesmo Isaias: ”Um ajudou o outro e disse ao seu companheiro: Esforça-te” (41.6). Que digamos como Paulo: “Tudo posso naquele que me fortalece” (Fil 4.13).

Oswaldo Luiz Gomes Jacob, pr.

2 comentários em “DEUS AMA OS FRACASSADOS”

  1. Gostaria que me fosse esclarecido cais os fracassados que são apontados da qual os chamados escolhidos devem socorrer. O meu estimado aponta aqui vários exemplos: como Rabe,jaco,Esaú, a samaritana, a prostituta na casa de Simão,e Saul de tarso. Que eu entenda estes não eram fracassados, eram por e simplesmente pecadores, esperando pelo toque divino de Cristo, na realidade todos nós,no sentido do pecado não passavamos duns fracassados. Que eu possa entender há na realidade no nosso meio irmãos que por vezes estão caidos no caminho; será estes que são referidos? a estes nós temos o dever de consular, e dar a vida por eles, Aos outros, falar tão somente a verdade, o resto pertence ao Senhor.O Simão Pedro Fracassou ao negar, Cristo, Talvês esse hoje o teriamos posto de parte, como acontece em muitas denominações, e tudo por falta de descernir quem é quem. Continua..

  2. Não foi por acasoque o apostolo Paulo dizia: muitos estavam no nosso meio mas não eram de nós; não confundir,nós fomos eleitos muito antes de termos acreditado .Quantos se apresentam no nosso meio, cheios ainda de grandes feridas confessando as suas fraquesas, e os mesmos têm o perfume de Cristo! outros mostram-se tão bem comportados e nada nos mostram.A verdadeira religião não se baseia em sentimentos mas na vontade de Cristo em nós. A nós nos compete anunciar as boas novas; a salvação pertence ao Senhor da Glória. Parece-me que hoje nestes tempos modernos estamos mais preocupados em encher as congregações, não olhando a meios. Vamos separar a palha do trigo e anunciar tão somente a verdade custe o que custar.

Deixe um comentário para Jose Matias Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *