ADÃO COMPLICADO OU O JESUS CRISTO SIMPLES?

 

Deus criou o homem simples, mas a desobediência deste fê-lo complicado. O homem é o ser mais complicado desta terra. Nenhum animal tem a complexidade dele. Tudo por causa do coração perverso herdado na sua desobediência, sua rebelião contra Deus no Jardim do Éden. É impressionante a capacidade do homem de ser tão mau, tão inclinado a fazer a sua própria vontade em detrimento da vontade de Deus. Isso é fruto de um coração perverso, desesperadamente corrupto (Jeremias 17.9,10). Adão representa os que não têm nenhum interesse em agradar a Deus. Só pensam no prazer pelo prazer. É o hedonismo em ação tão preponderante em nossos dias. Toda a complexidade da sociedade está intrinsicamente ligada ao homem formado na escola da desobediência implantada por Adão. Ele é o elemento mais pernicioso que existe. O homem se revela complexo em função da sua vaidade, seu orgulho, seu amor ao dinheiro, sua autossuficiência e sua capacidade adâmica de ser falso e dissimulado. Ele é ganancioso e invejoso. Especialista em mentir, enganar os outros. É capaz de trair, ludibriar e minar relacionamentos em função de interesses pessoais.

O que dizer de Jesus? Ele é simples, obediente e pronto para dar-se de si mesmo. Ele foi a pessoa mais simples de toda a História. Andou por toda a parte fazendo o bem (At 10.38). Obediente até à morte e morte de cruz (Fil 2.5-11). Jesus sempre foi muito bom. A vontade do Pai era o centro de Sua vida tão curta. Ele veio para nos salvar e nos dar um coração novo, sincero, transformado por Sua graça. O Seu prazer era fazer a vontade do Pai. Em nome do Pai, com a missão do Pai, Ele veio buscar e salvar o que se havia perdido, o homem (Lc 19.10). Jesus sempre foi simples. Ele sempre foi humilde e manso (Mt 11.29). Jesus é a verdade do Pai revelada a nós, Seus filhos por adoção. O Jesus simples é o nosso modelo. Ele deve ser sempre a nossa vida. Ele não tinha onde reclinar a Sua cabeça. A Sua mente e o Seu coração eram simples. Esta postura de Jesus tem tudo a ver com a Sua missão de salvar o homem dos seus pecados, de si mesmo e do domínio satânico. Na verdade, Jesus se manifestou para destruir as obras do diabo (1 João 3.8). O Pai quer que sejamos como o Seu Filho. O nosso desafio é vivermos a simplicidade de Cristo neste mundo complicado, esteticamente produzido para enganar os incautos. Sejamos simples como o Senhor Jesus.

Oswaldo Luiz Gomes Jacob, pastor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.