O MÉDICO CRISTÃO – Uma perspectiva de um paciente

 

Quem é o médico cristão? É aquele que tem consciência da relevância de sua vocação. Sabe como é influente e formador de opinião. Alguém que goza de muita confiança dos seus pacientes. Sabe como ele é muito importante para a saúde dos seus pacientes. Alguém que tem interesse em buscar mais conhecimento com o objetivo de ajudar, facilitar e curar as pessoas. O caráter do médico deve ser sempre íntegro. Firme em suas convicções. Ele é alguém que vê seus pacientes como seres integrais – corpo, mente e emoções. O paciente deve ser tratado no todo. O médico é alguém que trabalha fortemente na prevenção das enfermidades. Exerce a medicina preventiva.

O profissional médico deve ser misericordioso. Sensível às necessidades dos pacientes. É capaz de auscultar o corpo e escutar a alma. A misericórdia o leva a suprir as necessidades dos pacientes. O coração do médico se inclina para atender os desvalidos, maltrapilhos e carentes de amor, de atenção. Além de misericordioso, o médico é empático. Ele sente com o paciente, sendo capaz de interpretar suas aspirações, suas expectativas. A sua empatia se mistura com a sua simpatia. Ele é uma pessoa radiante.

Este profissional de saúde é dedicado, pois vai além do consultório. A sua dedicação é intensa. Trabalha duro. Ele se dedica a conversar, ouvir, ajudar e encorajar todos os que atende. Ele se especializa em relacionamento. Não se conforma com o formalismo acadêmico e com uma rotina meramente ambulatorial, mas entra na vida das pessoas, em suas casas e estabelece o diálogo enriquecedor e saudável.

Ser médico cristão é ser manso e perseverante. Ele age com sabedoria. A sua profissão não é motivada pelo dinheiro, mas em honrar a Deus no seu trabalho, através do seu talento dado por Deus. A integridade do médico esta em dizer sempre a verdade aos seus pacientes. Integridade nos tratamentos, não enrolando as pessoas. As suas motivações devem ser as mais nobres, pois tem um compromisso duplo: Com Deus e com o próximo.

Ele também é corajoso para enfrentar os desafios da sua profissão. A sua relação com os colegas é marcada pela coragem de dizer sempre a verdade. Confrontar os companheiros de profissão que não estão agindo de forma correta, ética. Coragem para defender a ética médica. Coragem para enfrentar a corrupção no sistema.

O médico é orientador de pessoas desorientadas, perdidas, totalmente desajustadas. Ele é psicólogo, pai, irmão e amigo. O seu prazer estar em orientar seus pacientes no tratamento correto e não agressivo. Diante da enfermidade do seu paciente, ele não desiste, mas confia no Médico dos médicos. Ele é um facilitador na vida das pessoas. Prepara suas palestras para orientar a comunidade. Dar sempre o melhor de si. O seu prazer é vislumbrar seus pacientes com saúde a partir de uma medicina integral. Ser médico cristão é, acima de tudo, glorificar a Deus.

Oswaldo Luiz Gomes Jacob, um paciente do Médico dos médicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.