O LÍDER É UM FACILITADOR

 

Esta é uma firmação segura. O líder como facilitador é um novo conceito de liderança. Os lideres não devem ser obstáculos, mas elementos comprometidos com o fluxo de informações acessíveis para os seus liderados. Ser facilitador significa contribuir para que as tarefas sejam realizadas de forma eficiente. Pessoas certas, nos lugares certos e pelas razões certas formam a filosofia do facilitador. Jesus era um facilitador para que os propósitos do Pai fossem cumpridos. Ele orou a noite inteira para a escolha de doze homens que O ajudariam na empreitada de buscar e salvar o que se havia perdido (Lc 19.10).

O facilitador chama, convive (dá o exemplo), treina e envia para a missão. Ele não é um teórico. O liderado aprende a fazer fazendo. Jesus sempre levava Seus discípulos para que olhassem o que Ele fazia. Enquanto caminhavam, Ele os ensinava. Como facilitadores, os lideres são elementos comprometidos com a organização e o organismo de forma apaixonada, pois o elemento humano é fundamental para o trabalho que realiza. Assim era Jetro, pois ele ensinou a Moisés a trabalhar de forma mais eficiente (Ex 18.1-27).

Abrir caminhos, estabelecer estratégias, avaliar performance e motivar, são procedimentos dos facilitadores. À semelhança dos professores, eles não ensinam, mas estimulam os liderados ou facilitados a aprenderem. O facilitador é visionário, firme em suas convicções, motivador, empreendedor, mobilizador, sensível, sincero, zeloso e ama o que faz. Ele nunca se acomoda, mas procura estar engajado no trabalho de forma criativa. Ele é um investidor em talentos. O seu prazer é formar pessoas para serem úteis aos semelhantes. Facilitador forma facilitadores.

O apóstolo Paulo foi um facilitador que gerou facilitadores. Vemos os casos de Tito, Timóteo, Barnabé, Epafrodito e Tiquico. Ao lermos Romanos 16, observamos o reconhecimento do velho apóstolo aos seus facilitadores Aquila e Priscila, chamados de seus cooperadores; outros nomes como Epêneto, Maria, Andrônico, Júnias, Amplíato, Urbano, Estáquis, Apeles, Aristóbulo, Herodião, Narciso, Trifena, Trifosa, Rufo, Asíncrito, Flegonte, Hermes, Pátrobas, Hermas, Filólogo, Jpulia, Nereu, Olimpas, Lúcio, Jasom, Sosípatro, Tércio, Gaio, Erasto, Quarto. Todos estes irmãos eram pessoas de valor, proativos e, portanto, facilitadores no exercício do ministério cristão, na expansão do evangelho de Cristo.

Oswaldo Luiz Gomes Jacob, pastor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.