JONAS E CADA UM DE NÓS (I)

 

“A singularidade do livro está no fato de focalizar mais o profeta que sua profecia. O temperamento de Jonas e a disciplina amorosa de Deus instruem e conduzem o leitor à humildade” (George Williams).

Jonas (heb. “pomba). Ele foi chamado por Deus para cumprir uma missão. A história de Jonas se passa no Reino do Norte durante o reinado do poderoso Jeroboão II (2 Rs 14.23), monarca que governou no período aproximado (793-753 a.C)

Jonas era filho de Amitai (heb. “sincero” (a Deus). Em II Rs 14.25, descobrimos que morava em Gate-Hefer, na Galiléia. Interessante é que Jesus passou a maior parte de Seu ministério nesta região norte da Palestina.

Seu ministério ocorreu nos dias em que a Assíria ameaçava invadir o Reino do Norte (Israel). Deus o enviou para pregar arrependimento em Nínive.

Os assírios era um povo cruel. Eles, segundo antigos registros, esfolavam seus inimigos ainda vivos e depois empilhavam seus crânios em montões, além de cometerem outras barbaridades. O discurso arrogante e blasfemo de Rabsaqué, porta-vos do rei Senaqueribe, está registrado em 2 Reis 18.19ss.

Por essa razão, Jonas fugiu para Tarsis… O Senhor Jesus disse que Jonas era um sinal de Sua morte, do sepultamento e da ressurreição (Mt 12.40; 16.4).

O livro de Jonas é um comentário de Romanos 3.29: “É, porventura, Deus somente dos judeus? Não o é também dos gentios? Sim, também dos gentios”.

LIÇÕES DE JONAS (1.1-3).

A primeira ocorrência aqui é: “A Palavra do Senhor veio a Jonas, filho de Amitai” – O profeta recebeu a Palavra de Jeová (João 1.14). A Palavra do Senhor é essencial às nossas vidas. O profeta Ezequiel comeu a Palavra de Deus.

A Palavra aqui é uma ordem, um comissionamento, uma determinação (v.2). O que Jesus determinou (Mt 28.18-20)? Paulo testemunha: “Ai de mim se não pregar o evangelho” (1 Co 9.16).

Jonas recebeu de Deus a ordem de pregar contra Nínive. Por que? Porque a sua maldade subiu até o Senhor (v.2).

Jonas, porém fugiu da presença de Deus (v.3). Será que conseguimos fugir de Deus? Podemos nos esconder dEle? (Sl 139). Temos a mesma tendência de Jonas: Salvar a nossa pele. O que Jesus disse? Mateus 16.24-27. Ficamos com a Palavra de Jesus.

Oswaldo Luiz Gomes Jacob, pastor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.