PARA QUE EXISTE UMA ASSOCIAÇÃO BATISTA?

 

Esta é uma pergunta pertinente à luz das enormes necessidades individuais e coletivas de uma Igreja batista e do mundo sem Cristo. Associação significa junção, união, conjugação de esforços, relacionamento, sociedade, comunidade, conexão, reunião, ligação, etc. Podemos afirmar que a Associação Batista é a ponta de baixo e a Convenção Batista Brasileira é a de cima. Ela existe para glorificar a Deus por meio do serviço aos seus associados. As igrejas que formam a associação estão empenhadas em sua unidade e serviço. Buscam conjugar os esforços para solução de problemas que envolvem as igrejas e são possíveis de resolução. Seu caráter é de unidade. Ela pode agir em várias áreas. À medida que ela se compromete a realizar o trabalho do Senhor com eficácia e prazer, as igrejas têm contentamento em contribuir. A associação sobrevive de contribuições das igrejas associadas. Estas têm prazer em participar financeiramente à medida que constata que os recursos estão sendo muito bem gestados. É a participação de todos no esforço de cada um. Ela precisa ter metas, estratégias e acompanhamento. Representar muito bem as igrejas. Interpretar de forma eficiente a alma das associadas e empreender atividades pertinentes – inspirativas e desafiadoras.

A conexão entre as Igrejas forma uma associação visionária e proativa. São muitos os empreendimentos nos quais ela pode se envolver de forma profunda. Há muitas necessidades como trabalho com crianças (colônia de férias); com idosos (Congressos); jovens e adolescentes (Conferências, acampamentos e voluntariado); com os dependentes químicos (centro de recuperação); com os vocacionados (seminário); com os mendigos (albergue); treinamento de liderança; fortalecimento da EBD; congressos missionários (consciência missionária). Tudo isso a partir de uma percepção integral do homem. É o exercício da Missão Integral muito bem ensinada por Jesus nos evangelhos. Por isso, ela deve desenvolver ações comunitárias que atendam às necessidades da população da região.

A associação deve promover, em parceria com a ordem dos pastores, politica de sustento padrão para todas as igrejas, tendo o mínimo digno de um homem de Deus. As igrejas precisam ter a contrapartida de seus investimentos: Treinamento, excursões, bolsas de estudo, verba para que seus executivos façam cursos de atualização, criação de um fundo de ação social para atender pessoas de dentro e de fora das igrejas que a compõem, etc. A associação deve ser uma consultora das igrejas. Também, um elo entre a Convenção Batista Brasileira, Convenção Batista Fluminense e as igrejas locais. Deve ser uma fomentadora de visões, criatividade, excelência… Além de ser serva das igrejas, a associação tem um ministério de encorajá-las. Seus executivos visitam as comunidades batistas para colocar desafios de oração, ações evangelísticas, projetos educacionais e missionários. Eles são motivadores das comunidades batistas.

A associação tem a benção de fortalecer as igrejas pequenas, bem como uma participação, mesmo que tímida, no sustento pastoral. Ela estimula as igrejas a tratarem com amor pastores e diáconos – os seus oficiais. As igrejas são informadas acerca dos investimentos feitos pela associação. Há sempre transparência no uso dos recursos financeiros. As igrejas são encorajadas a contribuírem com amor para que os investimentos sejam feitos tendo como objetivo a expansão do trabalho batista na região e no mundo. A expansão missionária a partir da região é a grande meta a ser atingida. Um trabalho caracterizado pela oração, comunhão e entusiasmo revela o espírito de uma associação batista. Esta não se conforma com o status quo. É inovadora, catalisadora e invasora como sal e luz. Seus dirigentes são homens e mulheres comprometidos com a mensagem da cruz. Ela é uma organização comprometida com a excelência no receber e no investir. Cada dia busca alternativas para servir melhor as igrejas. É uma referencia de integridade. Busca a expansão do evangelho de Cristo, a edificação do povo batista e, acima de tudo, a glória do nosso Grande Deus.

Oswaldo Luiz Gomes Jacob, pastor.

www.oswaldojacob.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.