MARTA E MARIA

 

A história de Marta e Maria me fascina porque Jesus está nela. O texto está em Lucas 10.38-42. Temos a tendência de criticar Marta por sua disponibilidade em servir ao Mestre e elogiar Maria por ter ficado aos pés dEle com objetivo de aprender. O texto mostra que Marta é que recebeu a Cristo. Ela tinha uma qualidade estupenda: a hospitalidade. Ela representa bem aquelas mulheres fantásticas que, quando chegam as visitas a casa, vão para a cozinha com alegria. Elas têm prazer em servir e o fazem muito bem. Jesus não criticou Marta, mas fez observações pertinentes em relação ao seu comportamento. Não acredito que Marta tenha se envolvido com os afazeres da casa em detrimento da atenção ao que Jesus falava, mas estava comprometida com o bem estar do Senhor dos senhores. As mulheres judias eram mulheres muito ativas, submissas e que ajudavam seus maridos dentro de casa com uma consciência muito forte do que é um lar centrado em Yaweh.

Marta e Maria tem qualidades. Elas se completam. O ideal é ter o espírito serviçal de Marta com o espírito reflexivo e pronto a aprender de Maria. O fato de Jesus ter elogiado Maria não significa que tenha criticado negativamente e rejeitado a Marta. Jesus não cedeu às pressões de Marta (v.40). Esta história nos ensina que precisamos ter equilíbrio na vida. É evidente que serviço e reflexão são convergentes. Aprender a servir com reflexão é uma arte. É claro que temos vivido num tempo de muito ativismo e pouca atividade. O ativismo é uma deformação da atividade que nos leva à dispersão. Na verdade, refletir é também se ocupar, trabalhar. Há muitas pessoas que vêem o trabalho como um esforço físico intenso, mas não vêem uma reflexão como atividade, trabalho duro e importante no nível da mente e do coração. Sabemos que os seus resultados são maravilhosos.

Precisamos entender que a relação Jesus, Marta e Maria é uma relação de amizade pura e profunda, serviço eficiente e reflexão perseverante. Esta conexão traz resultados muito positivos. Pelas palavras do Senhor não há dúvida de que aprender as coisas do alto é a melhor parte: “E o Senhor lhe respondeu: Marta, Marta, estás ansiosa e preocupada com muitas coisas; entretanto, poucas coisas são necessárias, ou mesmo uma só, e Maria escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada” (vv.41,42). Paulo disse isto aos irmãos em Colossos: “Pensai nas coisas de cima e não nas que são da terra” (3.1-4). A vida daquele que morreu com Cristo e ressuscitou com Ele é uma vida voltada para o alto, para as coisas eternas. Jesus quis ensinar a Marta e a nós que estar aos Seus pés diariamente tem um valor maior e deve nortear todas as nossas atividades. Sem duvida, as coisas espirituais estão acima das coisas materiais, físicas. O eterno está acima do passageiro. Como precisamos entender e viver de acordo com este princípio que está tão claro na Palavra de Deus.

Oswaldo Luiz Gomes Jacob, pastor.

1 comentário em “MARTA E MARIA”

Deixe um comentário para LEA LEA Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *