JABEZ, UM LIDER DE ORAÇÃO

 

Jabez tem uma das menores biografias da Bíblia. Ele aparece de uma forma muito peculiar em 1 Crônicas 4.9,10: “Jabez foi o homem mais respeitado da sua família. Sua mãe lhe deu o nome de Jabez, dizendo: ‘Com muitas dores o dei à luz’. Jabez orou ao Deus de Israel: ‘Ah, abençoa-me e aumenta as minhas terras! Que a tua mão esteja comigo, guardando-me de males e livrando-me de dores’. E Deus atendeu ao seu pedido” (NVI). O seu nome significa no hebraico “que causou dor”. Era ele um homem de Judá, o mais ilustre entre os seus irmãos. A sua mãe o concebeu com muitas dores. Como líder, ele era um homem de oração. Assim deve ser o líder cristão autêntico. Ele orava ao Senhor pedindo que fossem alargadas as suas fronteiras, que fosse protegido, preservando-o do mal. Na tradução NVI (Nova Versão Internacional), diz que “Jabez foi o homem mais respeitado de sua família”. O líder precisa ser uma pessoa de respeito. Isto vem pela sua autoridade espiritual.

O fato de ter sido gerado com muitas dores (o que é normal quando uma mulher tem o seu filho), isso ilustra que o líder sente dores e é formado no meio da dor – da incompreensão, indiferença, resistência e solidão. Paulo repartiu com os irmãos em Corinto que ele sentia dores de parto até que Cristo fosse formado neles. A dor no exercício da liderança faz parte do processo na relação líder-liderado. Não é possível exercer a liderança cristã sem dor. A mulher tem dor de parto e isto é normal assim como é normal a dor na liderança. Devemos pagar o alto preço da liderança. O segredo para enfrentarmos as lutas e as vencermos é olharmos para Jesus, nosso modelo de líder por excelência.

Jabez orou pedindo que o Senhor alargasse suas fronteiras e que fosse com ele a Sua mão. O líder é aquele que amplia o seu raio de ação. Não se acomoda, não entra na zona de conforto. Fomenta a sua influencia positiva. A sua visão é longa e ampla. Ele tem visão de futuro. Trabalha na vanguarda e não se acomoda com um pequeno raio de ação. Sabemos que exercer a liderança demanda muita oração. Um líder cristão autêntico anda de joelhos vivendo na dependência total de Deus, o Pai.

Que sejamos imitadores de Jabez que orou ao Senhor com determinação, prazer e consciência de sua posição diante dEle. Somos chamados à comunhão intima com o Senhor. O líder precisa ter profundidade na relação com Aquele que o chamou por Sua maravilhosa graça. Que aprendamos a alargar as nossas fronteiras. A avançar com determinação para cumprir os propósitos de Deus em Cristo.

Diz o texto (1 Crônicas 4.10): “E Deus atendeu ao seu pedido”. A oração da fé, segundo a vontade de Deus, é atendida plenamente. Jabez orou com fé. A Palavra diz que “sem fé é impossível agradar a Deus” (Hb 11.6). O justo viverá por fé (Rm 1.17). O líder deve viver pela fé na suficiência da obra de Cristo. O líder de oração é um líder cristocêntrico, isto é, Cristo é o centro, a razão da sua vida e da sua liderança. Como líderes, sejamos homens e mulheres de oração porque assim Deus se agrada como se agradou de Jabez e atendeu o seu pedido.

Oswaldo Luiz Gomes Jacob

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.