\”II Crônicas 7.14 – Uma visão pastoral de um avivamento para hoje\”

Neste texto bastante conhecido e mencionado tantas vezes em nossas mensagens, Deus nos mostra as disciplinas espirituais que nos permitirão experimentar o pleno avivamento que precisamos para este tempo chamado hoje.

A humilhação diante da Sua face, a oração que sensibiliza o Seu coração, a busca piedosa e sincera da Sua presença e o arrependimento dos caminhos maus, mostram o segredo para que o nosso Deus Eterno nos ouça, nos perdoe e cure o nosso termo. 

Devemos sempre lembrar que o caminho não produz a mudança, ele apenas nos coloca no lugar onde a mudança pode ocorrer. Assim, humilhar, orar, buscar a face do Senhor, mudar atitudes e procedimentos, é caminho que nos coloca no lugar onde Deus pode operar o avivamento espiritual, com mudanças e transformação da mornidão espiritual em vida plena e vitoriosa.

Quero dizer que através das disciplinas acima, não somos nós que faremos acontecer o avivamento. Não seremos nós os agentes. Seremos sempre os recipientes das manifestações divinas. 

As disciplinas são iniciativas nossas, mas o avivamento nos será dado por Deus.

As disciplinas são aquilo que podemos fazer por Deus, mas o avivamento é o que Deus pode fazer por nós.

As disciplinas nos farão buscar a Deus, mas no avivamento Deus estará nos buscando.

As disciplinas poderão se confundir com justiça própria, mas no avivamento Deus sempre Se encontra conosco para agir em nós, na condição de pecadores.

Cuidado, pois as disciplinas poderão  nos deixar como estamos, mas o avivamento vai nos tomar e nos transformar naquilo que Deus quer que sejamos.

O pleno avivamento vindo de Deus opera transformação interior. 

"Por isso, estou envergonhado de tudo o que disse e me arrependo, sentado aqui no chão, num monte de cinzas". Foram palavras ditas por Jó. (42.6)

Enquanto Jó buscava fazer por Deus, numa visão de religiosidade, ele continuava impenitente. Enquanto Jó  conhecia a Deus por ouvir ele cultivava a sua própria justiça. Mas, quando se arrependeu e, quebrantado, passou a cultivar um relacionamento pessoal e comprometido de amor com Ele, sua vida foi transformada completamente, experimentando o avivamento espiritual genuíno.

A História de Avivamentos no mundo mostra pontos comuns. Deus operou em países, igrejas, famílias e vidas quando não se tolerava mais a decadência moral, a indiferença espiritual, a apostasia, o materialismo incontrolado e o secularismo.

Não tenho dúvidas de que necessitamos de um pleno avivamento em nossos dias. Vemos igrejas cheias de crentes vazios. Nos púlpitos existem muitos pregadores sem vida, entregando sermões sem vida, a ouvintes sem vida.

"Onde está agora o Senhor, o Deus de Elias?", perguntaram (2 Reis 2.14). A resposta é  óbvia: "Onde sempre esteve: no Seu trono". Mas, onde estão os Elias de Deus?

Lembrando que a Bíblia diz que "Elias era humano como nós", somos encorajados a tomar o caminho que nos colocará no lugar onde o avivamento genuíno pode ocorrer.

Como pastores, cremos na pureza da Igreja, na infalibilidade das Escrituras, na divindade de Cristo, na personalidade do Espírito Santo, na realidade do novo nascimento, na vitalidade do testemunho pessoal, nas possibilidades de intercessão e em outras bases fundamentais para um verdadeiro avivamento.

Que haja, também, convicção profunda de pecado, orações de confissão, a centralidade divina no processo com temor e tremor diante dos atos do Senhor, desejo intenso das manifestações divinas e uma vontade irresistível de tornar Deus conhecido dos homens. 

Eu não tenho dúvidas de que o nosso Deus Eterno pode trazer o pleno avivamento que precisamos para os nossos dias. Não sei quantos pensam assim. Quanto a mim, quero um avivamento em minha vida, minha igreja e minha nação. Ou então prefiro a morte.

Pr. Olney Basílio Silveira Lopes

Igreja Batista Memorial de Americana – SP

2 comentários em “\”II Crônicas 7.14 – Uma visão pastoral de um avivamento para hoje\””

  1. A PAZ DO SENHOR! VERDADEIRAMENTE A IGREJA DO SENHOR NECESSITA DE HOMENS E MULHERES COM SEDE DO ESPÍRITO SANTO E FOME DA PALAVRA PARA QUE RECEBAMOS DE DEUS O AVIVAMENTO.

    PASTOR : EDSON LUIZ

    VICENTE DE CARVALHO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.