// você está lendo...

Sem categoria

NÃO FAÇA NADA POR OBRIGAÇÃO, MAS POR PRAZER EM DEUS!

Não faça as coisas de um modo geral por obrigação, mas por prazer em Deus. Não vá à igreja por dever, mas com alegria e satisfação! Por exemplo, nos dízimos e nas ofertas, na ajuda às pessoas, "Deus ama ao que dá com alegria" (2 Coríntios 9.7). Se não for com alegria e com gozo, por favor, não dê. Não é bênção! 
As coisas que fazemos pra Deus não podem ser feitas por constrangimento, mas com profunda alegria, prazer, contentamento e com nobreza de caráter. O Senhor deve ser sempre o motivo do nosso louvor, da nossa verdadeira adoração e celebração em Cristo Jesus. 
Se você vai à igreja por obrigação religiosa, por favor, não apareça lá. Se vai com intenção de troca, não se desloque para o santuário. A casa do nosso Pai é a casa da celebração, da plena alegria nele. Se Ele não é a sua PRIORIDADE, fique em casa. Jesus não nos obrigou a segui-lo e a servi-lo. Veja o que diz Mateus 16.24-27. Deus aprecia a voluntariedade do coração.
Adorar a Deus pessoal e coletivamente demanda profundo gozo, intenso contentamento! A casa do Pai não é a casa do mau humor de uma agenda obrigatória, de um acerto religioso, mas de pleno contentamento nele e para a glória dele (1 Coríntios 10.31). Nós não O glorificamos quando fazemos as coisas pra Ele de qualquer maneira, a toque de caixa. O Autor da nossa salvação merece o nosso melhor pensamento, sentimento e a nossa melhor intenção. Para Ele, o nosso melhor serviço. Ele deseja de nós as primícias e não resto, as sobras, migalhas.
A casa de Deus é casa da celebração, festa, harmonia, sintonia, sinergia e revelação do Seu amor em Cristo Jesus derramado nos corações e relacionamentos pelo Espírito Santo (Romanos 5.5). No ambiente da revelação de Deus não cabe gente mau humorada, enfezada, que O serve por obrigação e constrangimento. Medite em Isaias 1.1-18, e veja como Deus analisa o culto e o ajuntamento solenes e mecânicos, sem prazer, sem adoração sincera, coerente. Ele deseja de nós um culto racional, lógico, coerente (Romanos 12.1,2). De acordo com o texto de Isaías, o Senhor está cheio, cansado, pelas tabelas, de culto sem coração, sem amor, sacrifício e sem sinceridade. Ele ordena: “Lavai-vos e purificai-vos, tirai a maldade de vossos atos de diante de meus olhos: cessai de fazer o mal” (Isaías 1.16).
Se nós não O amamos de TODO o coração, de TODA a nossa alma, de TODO o nosso entendimento e com TODAS as nossas forças (Mateus 22.34-40), não há razão para estarmos em Sua casa de oração, de participarmos da comunhão dos santos, da obra do ministério de Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador. 
Realizemos as coisas para Deus não pelo que Ele oferece, dá, mas por quem Ele é. 
O nascido de novo, salvo pela graça, regenerado, não entra na casa do Pai ressentido, amargurado, raivoso, sem um profundo arrependimento, sem contrição e quebrantamento. O Pai se agrada quando olha para um coração quebrantado e contrito (Salmos 51.17). Não nos esqueçamos de que Deus examina o nosso coração, as nossas reais intenções (Salmo 139). 
O cristão genuíno tem prazer nas coisas de Deus. É patente nele. E este é um testemunho contundente do Evangelho!

O crente em Jesus Cristo não vai empurrado ao templo, mas vai com muita alegria, com efusiva celebração e muito contentamento. O seu maior prazer é o Senhor – o Seu Criador e o Seu Redentor!!! O nosso prazer em Deus traz saúde nas dimensões espiritual, ética, emocional e física. É muito bom fazer as coisas com integridade de coração e regozijo! Até nos momentos de perseguição, agressão o cristão tem exultação no Senhor (Mateus 5.11,12).
Então, sirva ou adore a Deus com grande prazer, contido no contentamento!!! Por favor, misericórdia, não faça as coisas para Deus ou para qualquer outra pessoa por obrigação, mecanicamente, mas por prazer no Pai que é amoroso em extremo (Isaías 49.15; João 3.16; Romanos 5.8).

Oswaldo Luiz Gomes Jacob, pastor.

Compartilhe e Aproveite:
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • del.icio.us
  • Live
  • Technorati
  • LinkedIn
  • Sphinn
  • email
  • Facebook

Comente