// você está lendo...

Sem categoria

GRATIDÃO

Reconhecimento da dádiva (Tiago 1.17). Atitude nobre. Postura de gente madura. Gente humilde. Gratidão é a música da alma satisfeita em Deus. É o movimento do coração contido no contentamento. Fruto de pensamentos e sentimentos guardados pela paz de Deus em Cristo Jesus, nosso Senhor (Filipenses 4.7). Gratidão é a palavra que cura, une, resultando em paz e harmonia interior. Fortalece os relacionamentos. Gratidão é satisfação, alegria e louvor.

O Senhor Jesus agradeceu ao Pai a revelação do Evangelho, da plena redenção aos pequeninos, aos homens e mulheres simples, quando exclamou: “Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas cousas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos. Sim, ó Pai, porque assim foi do teu agrado. Tudo me foi entregue por meu Pai. Ninguém conhece o Filho senão o Pai; e ninguém conhece o Pai senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar” (Mateus 11.25-27). A gratidão está no coração do Evangelho.

Jesus curou dez leprosos, mas só um voltou para agradecer. O nosso Deus é generoso e Suas atitudes e atos nos motivam ao agradecimento diário. As pessoas, de um modo geral, são ingratas. Dão as costas para os que as beneficiam. Alguém disse acertadamente que "o dia do benefício é a véspera da ingratidão". Esta é uma verdade cristalina. Reconheçamos as dádivas recebidas. Sejamos agradecidos a Deus pela fé em Cristo, a nossa tão grande salvação; a  família, igreja, o trabalho e os amigos.

Agradeçamos todos os dias os poderosos feitos de Deus na História. Sejamos sempre gratos a Deus, nosso Pai, e àqueles que nos abençoam com suas orações, companheirismo, comunhão e encorajamento! Deus é glorificado quando vislumbra a gratidão em nosso coração!

Oswaldo Luiz Gomes Jacob

Compartilhe e Aproveite:
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • del.icio.us
  • Live
  • Technorati
  • LinkedIn
  • Sphinn
  • email
  • Facebook

Comente