// você está lendo...

Sem categoria

A GRAÇA, MISERICÓRDIA E O AMOR DE DEUS

Alguém disse sabiamente que "graça é Deus nos dando o que não merecemos; e misericórdia é Deus não nos dando o que merecemos". Não nos esqueçamos também que o amor de Deus é incondicional. São verdades cardeais que fazem parte dos propósitos de Deus Pai em Cristo Jesus para as nossas vidas. São verdades que aquecem o nosso coração. Verdades absolutas num mundo relativista. Verdades da fé em contraste com um mundo de incredulidade.

Diariamente as misericórdias do Senhor estão sendo renovadas porque elas são novas a cada manhã e não têm fim. Por que razão? Pelo fato de ser grande a Sua fidelidade (Lamentações 3.22,23). Impressionam-nos a cada dia a graça, misericórdia e o amor do nosso Pai. É muito precioso dizer que não há como dimensionarmos o Seu grande amor revelado em Cristo Jesus, Salvador e Senhor nosso (Romanos 5.8). O nosso Deus é o Pai Pródigo, que nos garantiu na eternidade a Sua graça, Sua misericórdia e o Seu amor, que são absolutos. Esta é a Sua tríade virtuosa nos ensejando gratidão, louvor e adoração contínuos. Todos os dias devemos celebrar o Deus da graça, misericórdia e do amor.

Como Seus filhos, somos desafiados a viver os nossos relacionamentos marcados por essas qualidades ou atributos que são peculiares. Olharmos as pessoas nessa perspectiva. Perdoarmos os que nos ofendem alimentados diariamente por esses atributos magníficos, incomparáveis e perfeitamente comunicáveis. O nosso Pai nos perdoou em Cristo Jesus e assim devemos proceder em relação ao próximo em qualquer circunstância (Efésios 4.32). Quando guardamos ressentimentos e alimentamos amargura em nossos corações, ainda não cremos e nem entendemos a tríade (graça, misericórdia e amor) do nosso Deus Pai, perfeitamente Justo e Santo. Não vivemos como filhos, mas na condição de bastardos.

Os que estão em Cristo Jesus, salvos por Ele no Seu sangue, sabem o grandioso significado dessas qualidades divinas. Então, tendo a natureza de Deus por meio da obra de Cristo na cruz, selados pelo Espírito Santo da promessa, somos graciosos, misericordiosos e amorosos (Efésios 1.13,14). É uma questão do ser em Cristo Jesus. São qualificativos irrevogáveis. Podemos expressar essas qualidades da natureza divina em nós.

Por isso, a nossa mente é renovada, o nosso coração fortalecido e as nossas entranhas recreadas em Cristo Jesus para um testemunho autêntico do Evangelho. Sejamos imitadores de Deus como filhos amados, andando em amor, graça e misericórdia (Efésios 5.1,2). Que o nosso Pai seja sempre glorificado pela manifestação dessa tríade vitoriosa em nós!

Oswaldo Luiz Gomes Jacob

Compartilhe e Aproveite:
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • del.icio.us
  • Live
  • Technorati
  • LinkedIn
  • Sphinn
  • email
  • Facebook

Comente