// você está lendo...

Sem categoria

A FAMÍLIA CRISTÃ É ESSENCIAL

Esta é uma afirmação muito segura. Sabemos que Deus criou a família para servi-lo e honra-lo em todo o tempo (Gênesis 1.26; 2.24; Josué 24.14,15). A família é a célula-mãe da sociedade. Como célula, ela é vital para a saúde de todo o corpo da sociedade. Deus criou a família para que seus membros vivam em adoração, aprendizado mútuo, serviço abnegado e compromisso com o testemunho de Deus. O lar é a escola onde se forma o caráter por meio de valores coerentes com a revelação de Deus em Cristo Jesus. Valores a partir do caráter de Deus (Deuteronômio 6.1-25).

A família cristã é uma formadora de conceitos nobres. Ela também é um instrumento de mudanças saudáveis na sociedade. O lar cristão está ligado ao progresso de um país. A pátria é a família amplificada. Multiplicai a família e tereis uma Pátria. (Rui Barbosa). Na perspectiva cristã, lares saudáveis e empreendedores formam uma sociedade saudável e empreendedora. Os pais cristãos são responsáveis pela formação do caráter de Cristo em seus filhos. Os pais cristãos devem sempre orar com e por seus filhos. Isto significa que pais de joelhos, filhos em pé vivendo uma vida de amor a Deus e ao próximo. Filhos cujos traços são: integridade, justiça, solidariedade e verdade.

A família cristã está visceralmente conectada a ações solidárias. Ela se sente comprometida em agir solidariamente com os que mais precisam, com os que sofrem todo tipo de injustiça. É relevante fazermos uma comparação entre a família liberal e solidária de Barnabé (Atos 4.32-37); e a família gananciosa e egoísta de Ananias e Safira (Atos 5.1-11). Na primeira família, Cristo era o centro de sua vida e relacionamentos. Na segunda, o Senhor Jesus era periférico, à margem da vida familiar. Uma família cuja centralidade de Cristo é o seu estilo de vida, não terá nenhuma dificuldade em repartir com os que mais precisam. Será sempre uma família disposta a doar em profundo amor porque ama a Deus e ao próximo (Mateus 22.34-40).

A família cristã é uma instituição-organismo de informação, formação e transformação. Quando as famílias cristãs são fortes, a igreja é forte. Há uma alimentação e retroalimentação na relação família-igreja. Uma família saudável é formada por maridos amorosos, mulheres submissas, filhos obedientes e pais que não provocam os seus filhos à ira (Efésios 5.21-6.4). Os filhos estão convertidos aos pais e estes aos filhos (Malaquias 4.6). Aqui há amor, devoção, comunhão, serviço e zelo. A família cristã, formada por discípulos, exerce a sua influência em conformidade com o ensino de Jesus, sendo sal da terra e luz do mundo (Mateus 5.13-16).

Deus quer que sejamos famílias equilibradas, proativas, criativas e altamente sensíveis às necessidades da nossa realidade em volta. Famílias abençoadas são altamente abençoadoras. Alimentadas, são fortes em sua influência cristã. Dependentes de Deus, enfrentam e vencem o Maligno (Efésios 6.10-20). A família de Josué é um modelo para as nossas famílias hoje. Aquele líder israelita, diante das pressões seculares e idólatras, não titubeou ao afirmar: “Eu e a minha casa serviremos ao Senhor” (Josué 24.14,15). Ele é um modelo de líder comprometido com o Senhor, com a sua família e a transformação de outras famílias. Sejamos famílias diferentes para fazermos toda a diferença para a Glória de Deus Pai.

Oswaldo Luiz Gomes Jacob, pastor.

Compartilhe e Aproveite:
  • Google Bookmarks
  • Digg
  • del.icio.us
  • Live
  • Technorati
  • LinkedIn
  • Sphinn
  • email
  • Facebook

Comente