// arquivos

Arquivo para dezembro, 2015

PERMANECER EM CRISTO

A vida cristã – a vida de Cristo em nós –, não é primariamente emocional, mas uma experiência de fé. Sabemos que fé é crer na Palavra de Deus sejam quais forem as circunstâncias. Abrão ouviu a Palavra de Deus e creu (Gn 12.1-4). Ele não sabia para onde ia, mas sabia com quem ia. […]

EXISTE PASTOR POLITICAMENTE CORRETO?

Esta é uma pergunta que precisamos responder de maneira franca, honesta, sincera, na contramão do ‘politicamente correto’. Na verdade, existem muitos obreiros ‘politicamente corretos’. Por que razão? Eles não se comprometem com suas opiniões, mesmo que sejam corretas, biblicamente fundamentadas. Aceitam o errado como se fosse o certo. Agem hipocritamente para se manterem no cargo, […]

O VERDADEIRO NATAL

O verdadeiro natal pressupõe o falso natal. Este está centrado no homem, no papai Noel, nas festas cheias de presentes simples e caros, regadas a bebidas das mais variadas. Promove-se o amigo “oculto” sinalizando que o Senhor Jesus é o “oculto” da celebração justamente quando se comemora o Seu nascimento. No falso natal, o Senhor […]

A DÁDIVA DA DOR

“Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades e levou sobre si as nossas dores; e nós o consideramos aflito, ferido por Deus e oprimido” (Isaías 53.4). Este é o título do livro escrito por um teólogo, Philip Yancey, e um médico, Paul Brand, ortopedista e cirurgião renomado. “Ouça sua dor. É o seu corpo […]

PASTORES CANSADOS

É sabido que há muitos pastores cansados, sobrecarregados de aborrecimentos, de membros de igrejas viciados, desobedientes, rebeldes e com uma cardiopatia congênita, insubmissos a autoridade do ministério. Há um sem número de pastores desejando jogar a toalha, fazer outra coisa no Reino de Deus, decepcionados com pessoas e com líderes dissimulados. Alguns entram em depressão […]

O NOSSO PRAZER EM DEUS

Onde está o nosso prazer, a nossa satisfação ou o nosso contentamento? Esta é uma pergunta pertinente. Sabemos que o homem natural tem prazer nas coisas, nos bens materiais, que podem ser vistos e tocados. Há um sentido meramente humano e egoísta de pertencer, de posse. É uma possessividade latente, característica da natureza humana. É […]